As Funções Mentais (Psíquicas)

Sensação – Percepção – Atenção – Memória – Linguagem e pensamento – Humor – Orientação Espaço-Temporal, Emoção, Juízo de realidade

Sensação: é a operação responsável pela comunicação entre o mundo interno do indivíduo e o mundo externo, por meio dos órgãos dos sentidos. Sem ela, nenhuma atividade física ou mental seria possível. Tal comunicação pode ser afetada por fatores físicos (traumas, sequelas, patologias) e emocionais.

A sensação possui um limiar inferior, um nível mínimo de intensidade sem a qual o estímulo não será reconhecido. Uma informação pode ser ignorada porque o estímulo visual, sonoro, foi insuficiente para produzir sensação.

Logo após a sensação, haverá a Percepção, a tomada de consciência com formação de uma imagem mental correspondente à sensação. Podemos acrescentar que é um “processo de transformação da estimulação física em informação psicológica”. Existem vários fenômenos de percepção: a) constância perceptiva, b) relação figura-fundo; c) continuidade. Na Percepção social podemos falar em: seletividade perceptiva, experiência prévia (estímulos conhecidos), fatores contemporâneos ao fenômeno perceptivo (fome, sede, depressão, pressa, etc, condições físicas do ambiente (frio, calor…), expressões faciais, características físicas e particularidades psicológicas (feio, bonito, inteligente, sedutor…), contexto, expectativas, atualidade e primazia – preconceitos, estereótipos, valores, crenças, atitudes, necessidades, distorções mentais, etc.

Há, ainda a percepção subliminar que são estímulos abaixo do limiar de consciência mas que produz efeitos na atividade psíquica. Elas afloram em situações de conflito despertando ódios, simpatias, mágoas, provocações, expectativas frustradas, etc.

Uma questão crucial relacionada com a figura do advogado é a confiança. Estabelece-la e mantê-la contribui para o bom andamento do processo e do entendimento. Os clientes estarão atentos para: disponibilidade de tempo, cumprimento do horário, forma de olhar, linguagem que demonstre seriedade, etc.

A Atenção é o que permite a fixação de alguns estímulos, internos ou externos, organizando as informações significativas para possibilitar algum tipo de ação.Ela desempenha duas funções essenciais: a) filtra os estímulos recebidos e b) é o gatilho que dispara novas percepções, a memória e o pensamento.

A Memória é a faculdade de reproduzir conteúdos pré-conscientes.. Há três processos-chave e sequenciais: a) formação de um código de memória; armazenagem dos dados e recuperação da informação armazenada.

Na recuperação do material, a mente humana faz composições, preenche lacunas, aumenta, distorce, abrevia, etc. Também existe uma memória seletiva. A emoção desempenha papel importante nos mecanismos de ampliação dos atributos. A fantasia altera a percepção. É possível criar falsas lembranças.

Associações e analogias, reconstituir o contexto dos acontecimentos constituem excelente forma de melhorar a memória.

Experiências indicam que as pessoas, inconscientemente, introduzem dados inexistente em um acontecimento, quando, na sua descrição, fatos que não ocorreram são sugeridos pelo apresentador ou pelo inquiridor, de forma narrativa. (falar da sugestão no filme da psiquiatra que sugeriu que o pai abusava da filha e a filha acabou matando o pai e não era real).

A Linguagem é o que nos torna filosoficamente iguais em todo planeta. A palavra – ausência na presença . As palavras fazem o pensamento sobre pessoas e coisas não presentes. É por meio da linguagem que se passa do nível dos sentidos para o nível racional, possibilitando a formação do pensamento abstrato e lógico.

O Pensamento é a atividade mental associada com o processamento, a compreensão e a comunicação de informação.

humor é um estado de ânimo cuja intensidade representa o grau de disposição e de bem-estar psicológico e emocional de um indivíduo.

Mania

Segundo o DSM-IV, três ou mais dos seguintes sintomas persistirem por pelo menos uma semana.

  1. Autoestima inflada ou sentimento de grandiosidade
  2. Necessidade de sono diminuída (por ex., sente-se repousado depois de apenas 3-4 horas de sono)
  3. Mais eloquente do que o habitual ou pressão por falar
  4. Fuga de ideias ou experiência subjetiva de que os pensamentos estão muito acelerados
  5. Distratibilidade (isto é, a atenção é desviada com excessiva facilidade para estímulos externos insignificantes ou irrelevantes)
  6. Aumento da atividade dirigida a objetivos (socialmente, no trabalho, na escola ou sexualmente) ou agitação psicomotora
  7. Envolvimento excessivo em atividades prazerosas com um alto potencial para consequências dolorosas (por ex., envolvimento em surtos incontidos de compras, indiscrições sexuais ou investimentos financeiros tolos)

Depressão

Antidepressivos são quase sempre ineficazes caso não incluam também psicoterapia, especialmente quando envolvem alcoolismo, tabagismo ou uso de drogas ilícitas.

Deve conter 5 ou mais sintomas por duas semanas ou mais, incluindo estado deprimido ou anedonia.

  1. Estado deprimido: sentir-se deprimido a maior parte do tempo;
  2. Anedonia: interesse diminuído ou perda de prazer para realizar as atividades de rotina;
  3. Sensação de inutilidade ou culpa excessiva;
  4. Dificuldade de concentração: habilidade frequentemente diminuída para pensar e concentrar-se;
  5. Fadiga ou perda de energia;
  6. Distúrbios do sono: insônia ou hipersônia praticamente diárias;
  7. Problemas psicomotores: agitação ou retardo psicomotor;
  8. Perda ou ganho significativo de peso, na ausência de regime alimentar;
  9. Ideias recorrentes de morte ou suicídio.

Caso existam 3 ou 4 sintomas, incluindo estado deprimido, durante dois anos no mínimo, classifica-se como distimia.

A Emoção é um complexo estado de sentimentos, com componentes somáticos, psíquicos e comportamentais relacionados ao afeto e humor(Kaplan e Saddock). A emoção atua sobre todas as funções psíquicas (sensação, percepção, memória, Pensamento, linguagem, etc.) emoção atua sobre a memória, inibindo ou estimulando-a; atua sobre a atenção seletiva,… Emoções negativas inibem a criatividade, laços de amizade, bons sentimentos, maximizam virtudes;

As pessoas julgam com mais tolerância as falhas de quem se encontra em posição social superior e com mais severidade quem está em posição inferior. A emoção faz a percepção seletiva

O ânimo, o humor está intimamente relacionado com a memória: um empregado deprimido pensa no chefe como opressões; um empregado, independente e ativo vê no mesmo chefe um líder, etc.

Explosões emocionais podem ocorrer durante o relacionamento com os clientes.e é conveniente que o advogado saiba compreende-las e não reagir a elas. O que poderia levar a uma interpretação enganosa dos fatos.

As emoções estão presentes em advogados, promotores, juízes e jurados. Por exemplo: um jurado se encontra com um problema importante, externo ao julgamento, inconscientemente pode buscar soluções que encerrem rapidamente a deliberação em prejuízo da justiça.

Ainda podemos utilizar a terminologia:

Emoção: estado agudo e transitório; (ira) Sentimento: estado mais atenuado e durável (gratidão, lealdade). Isso se associa aos afetos

Segundo Jaspers o espaço e o tempo representam as qualidades essenciais na estrutura das vivências, tanto nas vivências normais como nas patológicas. Seria impossível a representação de qualquer vivência humana emancipada do espaço e/ou do tempo. Embora nas vivências interiores, principalmente naquelas destituídas de objeto (reflexão, sentimentos, etc), possa se abandonar a espacialidade, o tempo, porém, permanece sempre presente. Alterações das vivências do tempo e do espaço podem ser observadas em estados patológicos definidos e sempre que estiver prejudicada a relação entre o eu e o mundo. Orientação é um estado psíquico funcional em virtude do qual temos consciência plena, em cada momento de nossa vida, da situação real em que nos encontramos. É indubitável que a orientação depende, antes de mais nada, da integridade psíquica e do estado de consciência e, uma vez perturbada esta consciência, altera-se concomitantemente a orientação. A orientação mobiliza, em sua execução, fatores que muito cooperam em sua eficácia funcional e que envolvem o exercício de certas operações mentais, bem mais complexas do que se conhece.

De regra, verifica-se a orientação autopsíquica e a orientação alopsíquicas, através da entrevista com o paciente. Pode-se dizer que o paciente está bem orientado quanto a noção do eu, quando fornece ele próprio dados de sua identificação pessoal, revelando saber quem é, como se chama, que idade tem, qual sua nacionalidade, profissão, estado civil, etc. Este atributo da consciência lúcida chama-se Orientação Autopsíquica.

Chama-se de Orientação Alopsíquica a orientação da pessoa em relação ao tempo e ao espaço. A orientação no tempo e no espaço depende estritamente da percepção, da memória e do contínuo processamento psíquico dos acontecimentos.

O estado global do psiquismo do paciente pode ser avaliado a partir de sua orientação alopsíquica e autopsíquica. A noção de espaço, de tempo, da própria personalidade e de suas relações com o ambiente, apesar de se constituir numa condição mental elementar, representa a síntese de vários atributos psíquicos isolados. Portanto, a orientação global da pessoa não representa uma função psíquica isolada, mas o reflexo de outras funções, como é o caso da sensopercepção, da atenção, da memória, dos conceitos, do juízo e do raciocínio.

Juízo de Realidade

A realidade formada pelo juízo de realidade só terá validade se estiver vinculada à experiência.

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s